Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility Ir para conteúdo
Parque Verde da Cegonha
Obras e Urbanismo

Município inicia requalificação e valorização do Parque Verde Da Cegonha

02 abril, 2021
A intervenção de requalificação e valorização deste Parque, visa a criação de um espaço de lazer, diversão e estadia, com percursos pedestres e cicláveis, áreas propícias ao exercício físico ao ar-livre, com circuito de manutenção, campo de jogos, espaços verdes amplos para atividades destinados às várias faixas etárias, apoiado por um equipamento único de restauração e instalações sanitárias.

Na próxima terça-feira, 6 de abril, dar-se-á início aos trabalhos da empreitada de Requalificação e Valorização do Parque Verde da Cegonha.

Esta Operação de Reabilitação Urbana (ORU) está inserida no Plano de Ação de Regeneração Urbana da Lourinhã (PARU) e a sua área total contempla aproximadamente 14.500,00 m2, que se estendem longitudinal e paralelamente à EN 247 – Avenida Dr. Catanho Menezes, a Este da mesma, até à Rua da Cegonha e a Nordeste do núcleo urbano.

Com um prazo de duração de um ano (365 dias), a obra foi adjudicada à entidade executante Advanced Green Engenharia Natural e Urbana, Lda., através de concurso público no valor de 693.713,25 € + IVA.

O Parque Verde da Cegonha localiza-se na baixa aluvionar da linha de água do Rio Grande, a nascente do Centro Histórico da vila da Lourinhã, onde se encontram os principais equipamentos coletivos e serviços públicos.

A intervenção de requalificação e valorização deste Parque, visa a criação de um espaço de lazer, diversão e estadia, com percursos pedestres e cicláveis, áreas propícias ao exercício físico ao ar-livre, com circuito de manutenção, campo de jogos, espaços verdes amplos para atividades destinados às várias faixas etárias, apoiado por um equipamento único de restauração e instalações sanitárias.

A empreitada prende-se, essencialmente, com a demolição de construções existentes, modelação e pavimentação do terreno, dotando-o de infraestruturas de abastecimento de água, drenagem de águas pluviais, infraestruturas elétricas de iluminação pública, equipamento de rega, equipamento de apoio e instalações elétricas, mobiliário urbano e nova estrutura verde.

Apresenta-se um resumo das áreas gerais a ser intervencionadas:

• Área de intervenção – 14.500 m2

• Área de revestimento arbustivo – 610 m2

• Área de revestimento relvado – 4655 m2

• Área de circulação pedonal – 2500 m2

• Área de construção do equipamento de apoio e instalações sanitárias – 97 m2

• Área de esplanada do equipamento de apoio e instalações sanitárias – 65 m2

• Área do jardim infantil – 295 m2

• Área do campo desportivo – 500 m2

• Área do anfiteatro – 505 m2

O referido equipamento de apoio encontra-se integrado num único volume, minimizando-se assim os elementos construídos e respetivo impacto visual. Complementarmente, propõe-se um espaço flexível e polivalente.

A intervenção no Parque e no equipamentos de apoio, respetivamente desenvolvida pelas especialidades de arquitetura paisagista e arquitetura, teve em consideração a sustentabilidade ambiental, não contribuindo para a poluição dos aquíferos adjacentes, com proposta de vegetação adaptada às condições atmosféricas e sem necessidades hídricas preponderantes.

Relativamente à mobilidade, importa referir que a solução de projeto passa pela interligação de todo o espaço com circuito ciclável, aplicando as dimensões requeridas pelo Regime da acessibilidade aos edifícios e estabelecimentos que recebem público, via pública e edifícios habitacionais, promovendo a articulação com a ciclovia existente, junto ao Jardim de Nossa Sr.ª dos Anjos - Praia do Areal Sul.

Este projeto articula-se estreitamente com um outro projeto paralelo, o projeto de Requalificação do Eixo Ribeirinho da Vila da Lourinhã – Corredor Ecológico.