Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility Ir para conteúdo
Lourinhã recebe FLÂNEUR AO CENTRO
Cultura

Lourinhã recebe FLÂNEUR AO CENTRO

19 setembro, 2022

Flâneur ao Centro, de 15 a 30 de outubro, na Praça José Máximo da Costa.

Entre novembro de 2021 e janeiro de 2022, quatro artistas foram convidados a percorrer e a pensar o território do centro e do oeste de Portugal: Lourinhã, Leiria, Bombarral e Torres Vedras e partilhar as suas ilações com o público, em espaços públicos. Terminado o primeiro palco de arte criado em Leiria, o projeto FLÂNEUR AO CENTRO, desenhado e coordenado pela Procur.arte, em parceria com os municípios de Lourinhã, Bombarral, Leiria e Torres Vedras. A Lourinhã torna-se palco desta mostra de 15 a 30 de outubro, na Praça José Máximo da Costa, depois de ter estado em exposição no Bombarral. As mostras regressam com mais de 350 metros quadrados de espaço expositivo.

O projeto que estabeleceu uma parceria estratégica com a Rede Cultura 2027 e Turismo do Centro arrancou com a primeira mostra em Leiria, entre abril e maio. O percurso termina em novembro, em Torres Vedras.

“Este projeto desafia os artistas a criarem novas leituras sobre este território, tendo como ponto de partida o conceito de Flâneur e como contexto físico esta região enquanto caleidoscópio social em constante mutação. O objetivo é, a partir da criação artística e da fotografia, promover uma leitura contemporânea do território”, explica Nuno Ricou Salgado, da Procur.art.

 

FLÂNEUR AO CENTRO é livremente inspirado na obra e percurso do Arquiteto Ernesto Korrodi, que, a partir de Leiria, realizou várias obras em Portugal continental. De origem suíça, Korrodi naturalizou-se português, foi pioneiro da Art Noveau e recebeu dois Prémios Valmor. Para além dos seus estudos sobre o património, desenhou edifícios públicos, casas, quintas e teatros na região. A fauna e flora caraterísticas da região (pêra, maçãs, figos, etc) estão presentes em toda a sua obra, tanto na cantaria como no trabalho do ferro e mobiliário. Tendo como inspiração o espírito deambulante de Ernesto Korrodi, foram convidados 4 artistas Catarina Botelho, Fábio Cunha, Joshua Phillips e Róisín White a reler a região e a redescobrir este território.

 

A Procur.arte é uma associação cultural que, desde 2005, concebe, produz, promove e dinamiza atividades e projetos no domínio das Artes do Espetáculo e Artes Visuais.

A sua atuação centra-se na criação de projetos, espetáculos e exposições que suscitem uma reflexão crítica e contemporânea sobre a sociedade, assim como no desenvolvimento de estratégias e ferramentas que permitam o estabelecimento de plataformas de comunicação entre agentes culturais, nacionais e internacionais (europeus e lusófonos), promovendo o trabalho em rede, o diálogo intercultural e promoção de criadores emergentes.

Os projetos da Procur.arte têm uma abordagem descentralizada e acontecem a nível local regional (Centro, Oeste, Douro e Trás os Montes) e internacional.

Nos últimos anos a associação liderado projetos europeus de grande dimensão na área da fotografia contemporânea.