Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility Ir para conteúdo

Fórum Anual do Empreendedorismo “O Desafio do Empreendedorismo em Paimogo"

Enquadrado no âmbito do Projeto “Coastal Memory Fort”, realizou-se a 13 de dezembro de 2023, o Fórum Anual do Empreendedorismo: O Desafio do Empreendedorismo em Paimogo.

O evento dedicado às Startups, empresas e restante comunidade local será replicado em fevereiro de 2024, teve como objetivo divulgar o projeto e trazer à discussão propostas de participantes de diferentes áreas e níveis de conhecimento, com vista ao surgimento de novas ideias de negócio, que consolidem o ativo do Forte de Paimogo enquanto fator de competitividade do território.

A sessão teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho e foi aberta pelo Vereador João Serra, responsável pelo pelouro do Turismo e da Economia, no município da Lourinhã.

Seguiram-se três apresentações:

“EEA Grants e o Forte de Paimogo” por Anabela Cruces, professora na Faculdade de Engenharia da Universidade Lusófona e José Bruno Cruz, bolseiro da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, os quais fizeram um breve enquadramento do projeto “Coastal Memory Fort' financiado pelo Programa Cultura dos EEA Grants".

“O Forte de Paimogo e a Obra” - por Paulo Tinoco, Arquiteto responsável pelo projeto através de videoconferência zoom, o qual apresentou os detalhes da recuperação do imóvel e envolvente;

“Empreendedorismo no Forte de Paimogo” - por Carlos Mezes, representante da empresa “Significado”, o qual fez um enquadramento do leque de possibilidades de dinamização daquele espaço e, ainda neste tema a apresentação da Startup Lourinhã, por Pedro Pestana, Coordenador da Coordenação de Desenvolvimento Territorial da Câmara Municipal da Lourinhã, e por Carla Branco, CEO e Imagineer da empresa Partnia.

Seguiram-se as intervenções de Mafalda Milhões, Ilustradora, editora, livreira, curadora, autora, mediadora de leitura, abordando o tema “Turismo Literário”, Daniel Pinto, Diretor da Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste, abordando o tema “Turismo Hotelaria e Restauração” e, José Ramalho, do Teatro Figura, ator e diretor técnico do Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha, abordando o tema “Turismo Cultural”.

Estas três intervenções serviram de mote para convidar os elementos da assistência a participarem e lançarem ideias empreendedoras para o Forte de Paimogo, em mesas redondas dinamizadas pelos oradores sobre os respetivos temas. No final do fórum, foram apresentadas as ideias resultantes da discussão de cada mesa.

No mês de fevereiro de 2024, decorrerá outra sessão em torno do mesmo tema, convidando-se à apresentação de ideias de negócio/dinamização do Forte de Paimogo e zona envolvente.O projeto é financiado pelo Programa Cultura dos EEA Grants, tendo como Operador do Programa o Património Cultural, I.P., que tem como missão gerir, salvaguardar, valorizar e restaurar os bens patrimoniais imóveis, móveis e imateriais, e ainda executar a política museológica nacional.

Através do Acordo sobre o Espaço Económico Europeu (EEE), a Islândia, o Liechtenstein e a Noruega são parceiros no mercado interno com os Estados-Membros da União Europeia. Como forma de promover um contínuo e equilibrado reforço das relações económicas e comerciais, as partes do Acordo do EEE estabeleceram um Mecanismo Financeiro plurianual, conhecido como EEA Grants.

Os EEA Grants têm como objetivos reduzir as disparidades sociais e económicas na Europa e reforçar as relações bilaterais entre estes três países e os países beneficiários. Para o período 2014-2021, foi acordada uma contribuição total de 2,8 mil milhões de euros para 15 países beneficiários. Portugal beneficiará de uma verba de 102,7 milhões de euros.

#Working together for a green competitive and inclusive Europe!

eeagrants.gov.pt eeagrants.org