Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility Ir para conteúdo

Igreja de São Bartolomeu - São Bartolomeu dos Galegos

Originalmente, e até à implantação da Republica, o lugar de S. Bartolomeu dos Galegos era chamado S. Lourenço dos Galegos, nome que derivaria da existência de uma colónia de galegos na localidade, que exerciam a arte da cantaria e cujas obras ainda hoje se podem encontrar. A zona é habitada desde o Neolítico mas foi na Idade Média, após a Reconquista, que o núcleo habitacional se formou e foi buscar o nome ao apóstolo que a população ainda hoje venera. O território, que pertencia a Santa Maria de Óbidos, em finais do século XIV e com o

aumento da população, forma nova paróquia com sede na povoação de S. Bartolomeu e em redor da sua igreja.

A igreja matriz de S. Bartolomeu atual terá sido construída em finais do século XVI, no local da primitiva igreja que possuía galilé ( telhado que protege a entrada ) sobre o coro alto comunicando com o adro por arco em cantaria de volta perfeita, bem como a Confraria de S. Bartolomeu que, apesar de não se saber a data da sua criação, é muito anterior a 1645.

Hoje é um templo de uma só nave, de galilé sustentando o coro alto sobre a entrada , com um arco na parede virada a poente, sobrepujada por janelão que dá luz ao interior. A capela-mor é separada por arco de cantaria assente em colunas de ordem toscana e o retábulo do altar-mor, de grande valor artístico, é do século XVII, sabendo-se que possuía cinco altares pelos inquéritos feitos após o terramoto de 1755,

A nave era revestida a lambril de azulejo de tipo "tapete" do século XVII, do qual restam ainda alguns exemplares. De destacar a pia de água benta de lavor renascentista, inserida na parede e a pia batismal octognal do século XVI.

No adro fronteiro à entrada da igreja, local muito agradável, de onde se avista um extenso vale, ergue-se uma capela-nicho assente em bloco de pedra quadrangular, provavelmente uma antiga ara romana, onde permanece a imagem de S. Lourenço que, facto curioso, nunca entra na igreja consagrada a S. Bartolomeu. A população celebra o dia do santo e a sua festa anual, a 24 de agosto, desde o século XVIII.

Coordenadas: 9:16:55.949,39:16:30.320